domingo, 14 de novembro de 2010

Universo no teu corpo

Estavam vivos. Sentiam na pele o infinito do amor no corpo que um dia abandonado e perdido outro corpo em pedaços encontrou. Cada detalhe, cada cheiro, cada gosto do sentimento mais apaixonado, urgente e louco devoravam seus sentidos pouco a pouco, embriagavam de desejo a razão. Encantados, não sabiam o que era certo ou errado, se o que sentiam era virtude ou pecado, se o que viviam poderiam definir. Só queriam entregar seus corações feridos, machucados, a um eterno e acolhedor e sincero abraço para repousar todos os seus medos, suas dores e cansaço que o mundo provocou até aqui. Se antes eram tristes, estraçalhados e sofridos, hoje estão com seus corações no paraiso de uma linda e proibida historia a dois. Descobriram o possivel nas virtudes impensadas do impossivel da anatomia poeticamente encantada dos que valorizam o que há de mais bonito no seu lado mais heroico e sonhador. Caminhando entre perigos, em trajetos tortuosos e imprecisos, não mais duvidam da realidade daquilo que por eles gradualmente foi construido e que aos poucos, contrariando o previsivel, o que faltava especialmente completou. Se confiam atualmente em tudo aquilo que outros não imaginam o motivo é a força do infinito que contrariando a razão e o permitido doce forte e intensamente se formou reunindo dos universos em um corpo só.

11 comentários:

  1. Bom dia Monica.

    Que doce descrição para o encontro de uma paixão.
    Alegro-me por ler logo de manhã algo tão belo e envolvente. Adorei seu texto e te sigo desde agora.
    Bjussss
    Sil

    ResponderExcluir
  2. Adorei,
    "Descobriram o possivel nas virtudes impensadas do impossivel da anatomia poeticamente encantada dos que valorizam o que há de mais bonito no seu lado mais heroico e sonhador."
    A entrega do amor, a doce entrega de dois corpos desejosos!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá Monica! Lindo, simplesmente lindo!
    Parabéns, querida!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Amei e este texto fez parte da minha história recente... pena que nossos corpos e corações estejam novamente estilhaçados...
    Beijos, linda xD
    Anny

    ResponderExcluir
  5. Que texto lindo, poeta de prosas... Eu sempre achei que a união de pessoas é muito mais que isso... A união de Universos. Com todas as suas dores, alegrias, estilhaços, cicatrizes... Lindo texto. Gostei muito.

    Beijos de admiração, poeta!

    ResponderExcluir
  6. Querida Monica,

    Que amplo universo você descreveu aqui! Maravilhoso, irresistível, suave e intenso!!

    Certamente as duas almas deviam ser muito felizes vivendo nele...

    Bela composição, como são todas as suas!

    Beijos, querida!

    ResponderExcluir
  7. Texto bem escrito e emocionante.
    A união dos corpos formando um: a cumplicidade.
    :)

    ResponderExcluir
  8. Gostei do texto. Dentro de cada um de nós, existe um universo. Quando dois universos se unem, se formam uma coisa ainda muito maior e mais forte. Pode haver caos no começo, assim como é quando nos apaixonamos. Vivemos um caos de sentimentos e emoções. Mas o amor, o verdadeiro amor, correspondido e satisfeito, ele passa a suavizar esse caos e complementar uns aos outros. Beijos e gostei deste blog.

    ResponderExcluir
  9. esse teu estilo me fascina guria...

    ResponderExcluir
  10. Querida poetisa
    Estou verdadeiramente fascinada por sua maneira de escrever!
    NOTÁVEL!
    Bjssssssss


    LanaEich

    ResponderExcluir
  11. Que deom impressionante para escrever!!!!!
    Simplesmente delicioso!
    LINDO DEMAIS!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir